Una-se a esta Obra de Fé!

Gráfico da Construção

21%
Clique aqui para acompanhar a construção
Fique por DentroObra › 31/12/2020

Diário da Obra – Dezembro 2020

A vontade do Pai Celeste, que não se perca um só destes pequeninos

Já viajei para países com religião predominante budista, muçulmana e cristã ortodoxa. Em todos eles, visitei os principais templos religiosos daquele local e pude presenciar ritos, celebrações e demonstração de fé, dos mais variados tipos. É comum lermos relatos de pessoas que aderiram determinada religião após uma viagem ou um contato que tenha tocado seu coração.

A Nova Catedral São João Batista será um local muito visitado, mas muito visitado mesmo. Grande parte por pessoas que moram na região, que passam por ali no trajeto para o trabalho, ou em cidades próximas com a possibilidade de fazer um “bate-volta” (passeio de 1 dia). Outra parte será de turistas de outros estados e países, não só pelo aspecto religioso, mas também por sua arquitetura espetacular.

Em meados de dezembro, quando adentrei no Caminho Niemeyer para instalar um banner na Capela São João Paulo II, fiquei imaginando a experiência de uma pessoa indo conhecer a Nova Catedral. Apesar de existirem diversos tipos de turistas, dessa vez me coloquei no papel de um bem detalhista, aquela pessoa que gosta de viver a experiência por completo.

Logo que ele passa pela guarita, enquanto anda pra direita, na direção do Centro de Informação ao Turista, seu pescoço vai virando pro lado esquerdo e pra cima, para conseguir ver por completo o monumento, desde os seus pórticos, passando pela cúpula, até a cruz a 75 metros de altura.

É de arrepiar qualquer um.

Essa pessoa já leu num Trip Advisor da vida, que a forma da Nova Catedral é composta pelas insígnias episcopais, a Mitra e o Solidéu, tendo ao lado o campanário em formato de báculo. Chegando mais próximo, ele percebe a imagem de São João Batista, dentro do espelho d’água, apontando para o Cristo Redentor, aquele que é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, aquele que nos batiza com o Espírito Santo, como que revivendo uma cena bíblica tão famosa.

Ao descer a rampa, para entrar no espaço celebrativo, ele já começa a ouvir um louvor, bem baixinho, mas que a cada passo fica mais nítido e belo. O visitante, então olha para a esquerda e vê um corredor com uma parede intercalando imagem de santo, com partes em vidro.  Aquilo chama a sua atenção e ele parte naquela direção.

É o Caminho da Gratidão, onde ele começa a ver dezenas, não centenas, pera aí, milhares de testemunhos em placas de cristal, dos benfeitores da nossa obra de fé. Pessoas visionárias que entenderam o que estava sendo construído. Que creram, até mesmo antes de começar a ver a obra sair do chão.

E o nosso amigo turista começa a entender o que é ser católico, o que é ser parte de uma Comunidade, uma Arquidiocese, uma religião que o próprio Jesus Cristo edificou.

Ele volta então para dentro da nave da igreja, senta em um dos bancos e fica olhando aquelas pessoas participando da celebração, acalmando seu coração e, talvez, quem sabe, dando início a uma bela vocação religiosa ou de caridade.

Sabemos que muitos visitarão somente para tirar selfie, pra dizer que já foram ou até mesmo para falar mal. Porém, para cada um que estava perdido e conseguirmos, através do trabalho de evangelização e testemunho, trazer de volta, estaremos fazendo “a vontade do Pai Celeste, que não se perca um só destes pequeninos” (Mateus 18:14)

Diário da Obra 2020

Apesar de tudo, 2020 foi um ano que evoluímos bem em nossa obra de fé. Subimos os primeiros elementos que ficarão acima do piso, que ficarão visíveis após a conclusão da obra. Com isso, podemos dizer que enfim, a Nova Catedral começou a sair do chão. Não, ainda, o monumento em si (pórticos e cúpula), que começarão a ser levantados no segundo semestre de 2021, mas as paredes e pilares que delimitam o espaço celebrativo. Abaixo um quadro com o total do que foi realizado, graças à sua doação:

Elemento Quantidade Aço (ton) Concreto (m3)
Lajes de subsolo 7 6,3 123,5
Vigas 23 5,5 360,5
Pilares 28 11,5 48
Blocos 38 44,4 28
Estacas 38 33 462
Paredes 7 17,3 337
Total 118 ton 1359 m3

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Quer saber mais sobre o projeto?